O EGRESSO DO CURSO DE PEDAGOGIA ATUANTE NAS SECRETARIAS MUNICIPAL E ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM PALMAS

FUNÇÕES DESEMPENHADAS

  • Stefanny Thuanny Neres Messias PROIC/ITOP
  • Stefanny Thuanny Neres Messias PROIC/ITOP
  • Elizabeth Maria Lopes Tolêdo Faculdade ITOP, Unitins

Resumo

Este trabalho é resultado de uma pesquisa que teve como objetivo explorar as funções que são exercidas pelos pedagogos nas secretarias de educação estadual e municipal, com sede em Palmas-TO, bem como as contribuições que o curso de Pedagogia UaB/Unitins proporcionou para o bom desempenho das atividades desempenhas por eles. Participaram dessa pesquisa dezessete (17) pedagogos, sendo quinze (15) da secretaria estadual de educação e apenas dois (2) na secretaria municipal. Certificou-se que o número de pedagogos que atuam em tais secretarias é bem maior dos que participaram da pesquisa, no entanto, como a participação é de caráter voluntário, a amostra foi inferior às expectativas. Inferiu-se que o curso de Pedagogia na modalidade a distância da Unitins contribuiu significativa para o exercício profissional desses pedagogos nas secretarias. Entretanto, certificou-se também, por meio das sugestões dadas pelos entrevistados a necessidade de uma adequação da estrutura curricular do curso para melhor preparar profissionais para atuar nas secretarias de educação como também em outros espaços não escolares.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil. São Paulo: Person Education do Brasil, 2012.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA-ABED, Waldomiro Loyola; este traz um panorama da história da Educação a Distância na revista Guia da Educação a Distância.

BOURDIE, Pierre; PASSERON, Jean-Claude.A reprodução. Elementos para uma teoria do sistema de ensino. Lisboa, 1970.

BRASIL. Presidência da República. Decreto 2494/98 | Decreto no 2.494, de 10 de fevereiro de 1998. https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/109744/decreto-2494-98. Acesso em 04/04/2017.

BRASIL Ministério da Educação. RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 15 DE MAIO DE 2006. (*) Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf acesso em 06/03/2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília. 1988. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, Licenciatura. Conselho Nacional de Educação. Ministério da Educação. Brasília, 2006.

BRZEZINSKI, Iria. A formação e a carreira de profissionais da educação na LDB. Campinas: Papirus, 1986.

CARBELLO, Sandra Regina Cassol. A atuação do pedagogo na gestão democrática da escola pública: a participação da comunidade como um desafio. IX ANPED SUL Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul. 2012. .

FERREIRA, A. S.; FIGUEIREDO, M. A. Perfil do aluno da educação à distância no curso de didática do ensino superior. 2011. Disponível em . Acesso em 14/04/2017.

FRANCO, Maria Amélia Santoro; LIBÂNEO, José Carlos; PIMENTA, Selma Garrido. Elementos para a Formulação de Diretrizes Curriculares para Cursos de Pedagogia. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 130, jan./abr. 2007. p.63 a 97.

GIEBELEN, E; BRENNAND, E.G.G.; ALMEIDA, J.F.F. Educação superior à distância e a participação feminina: caso da UFPB virtual. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a
Distância, v. 12, 2013, p. 123-138

JAEGER, F. P.; A. ACCORSSI. Tutoria em educação à distância. 2005. Disponível em:http://www.abed.org.br/site/pt/midiateca/textos_ead/700/2005/11/tutoria_em_educacao_a_distancia_ Acesso em 16/05/2017.

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos para que? 8ª ed. São Paulo Cortez. 2005.

___________________. Organização e gestão escolar. Teoria e prática. 5ª ed. Revista ampliada-Goiânia. Editora Alternativa. 2004.


PRETI, O. Educação a Distância: uma prática educativa mediadora e mediatizada. In: (org.).
Educação a Distância: inícios e indícios de um percurso. Cuiabá: EdUFMT, 1996. p. 15-56.

RIBEIRO, Amélia Escotto do Amaral. Pedagogia empresarial: a atuação do pedagogo na empresa. Rio de Janeiro. Ed. Wak: 2003.

SOUZA, C. A. N. Um estudo sobre as principais causas da evasão na educação à distância –EaD. Dissertação de mestrado. Fundação Getúlio Vargas. 2009.

SOUZA, L. B. de. Educação Superior a Distância – o perfil do “Novo” aluno Sanfranciscano. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, v. 11, 2012, p. 21-33.

SENGE, Peter M. A quinta disciplina - arte e prática da organização que aprende. São Paulo: Editora Best Seller, 2002. SENGE, 2002, p.47

RIBEIRO, Amélia Escotto do Amaral. Pedagogia empresarial: a atuação do pedagogo na empresa. Rio de Janeiro. Ed. Wak: 2003.

SILVA, Laura Andréa de Souza Prado e. O Pedagogo em Espaços não Escolares. In: XI Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e VII Encontro Latino Americano de Pós-graduação – Universidade do Vale do Paraíba. Universidade Camilo Castelo Branco. São Paulo, SP, 2007.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, 2010, p. 14. O papel da escola e do pedagogo. MARAYNNE FURTADO VIEIRA. Artigo publicado https://monografias.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/2746/3/Bullying_qual%20o%20papel%20da%20escola%20e%20do%20pedagogo_Artigo_201 Acesso em 03/04/2017.
Publicado
2018-08-12
Como Citar
MESSIAS, Stefanny Thuanny Neres; MESSIAS, Stefanny Thuanny Neres; TOLÊDO, Elizabeth Maria Lopes. O EGRESSO DO CURSO DE PEDAGOGIA ATUANTE NAS SECRETARIAS MUNICIPAL E ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM PALMAS. Multidebates, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 146-163, ago. 2018. ISSN 2594-4568. Disponível em: <http://www.faculdadeitop.edu.br/revista/index.php/revista/article/view/11>. Acesso em: 18 dez. 2018.