A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E A EFETIVAÇÃO DA PLENA CIDADANIA

  • Jucenilton Alves dos Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Resumo

O presente artigo tem por objetivo apresentar reflexões sobre a Educação de Jovens e Adultos (EJA), buscando através da mesma a valorização e conscientização dos sujeitos em busca de uma cidadania plena em sala de aula. Desta forma, ao longo dessa pesquisa, pretende-se compreender o processo ensino aprendizagem na EJA como educação voltada para a emancipação do sujeito em sua totalidade. A EJA tem que ter seu enfoque na reinserção do indivíduo na sociedade onde a cultura da alfabetização ainda é um divisor de águas dos que possuem e dos que não possuem a tão sonhada norma culta na escrita e na pronúncia.

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Organização de Alexandre de Moraes. 16.ed. São Paulo: Atlas, 2000.
______. Parâmetros Curriculares Nacionais. Temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998
DALLARI, D. A. Direitos Humanos e Cidadania. São Paulo: Moderna, 1998.
DEMO, Pedro. Pesquisa-princípio científico e educativo. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2000. v. 14.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1997.
______. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo. Paz e Terra. 1996.
______. A importância do ato de ler. São Paulo. Cortez. 1986. p.11-3
GADOTTI, M. Perspectivas atuais da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.
______, Moacir. Dimensão política do projeto pedagógico. Minas Gerais: SEED, 2001.
MELO, Guiomar Namo. Sucesso na aprendizagem fortalece o aluno para a vida. Revista. Nova escola. Abril.2005
PAIVA, V. P. Educação popular e educação de adultos: contribuição à história da educação brasileira. São Paulo: Loyola, 1973.
Publicado
2018-10-14
Como Citar
DOS SANTOS, Jucenilton Alves. A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E A EFETIVAÇÃO DA PLENA CIDADANIA. Multidebates, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 256-269, out. 2018. ISSN 2594-4568. Disponível em: <http://www.faculdadeitop.edu.br/revista/index.php/revista/article/view/95>. Acesso em: 17 nov. 2018.
Seção
Artigos